SOBRE AS FIGURAS ESCONDIDAS

O
O
Tenho de criança uma mania, ver figuras ou cenas onde ninguém as vê. Só eu mesma. Assim como nas brincadeiras de ver os carneirinhos nas nuvens. Até hoje gosto disso e me encanta as possibilidades. Mas na verdade, não me esforço para vê-las, é tão rápido, bato o olho em um objeto com algum tipo de mancha ou estampa ou qualquer coisa com formato não muito definido, e pronto, de repente de lá extraio uma imagem.
Hoje eu estava tomando banho e o vapor dágua criou uma forma no box do banheiro, na verdade era uma cena: Havia um velho bizarro com cabelo arrepiado, um queixo imenso afilado e um nariz prolongado e pontudo, como se fosse um bruxo. Com a boca enorme aberta segurava em suas mãos um cachorrinho poodle. O bichinho estava em pânico, pois o velho com seus dentes afiados estava por um triz de devorá-lo. Fiquei chateada com aquele velho malvado, se tava mesmo com fome que fosse comer macarrão, e não o pobre de um cão. Aí não tive dúvidas, precisava fazer algo. Então armei-me com a mangueirinha do chuveiro, que tem como esguicho o peixinho rosa que o Generson presenteou a Lulu. Preparei, apontei e fogo, digo, água na cara daquele velhinho perverso. Só que meu salvamento, não deu nada certo. O jato de água foi grande, no que desintegrei o bruxo, lá se foi também o cachorrinho poodle. Fiquei quase triste e fim.

O
O
O

3 comentários:

AVOGI disse...

qual de nós nao tem uma historia para contar? todos temos algo da nossa meninice
kis :=)

Anna Paula Oli'Fer disse...

Oi conheci seu blog no divug blog, muito interessante seu blog, estou te seguindo se poder seguir o meu agradeço...

http://annapaulaolifer.blogspot.com/

bjusss

Thaís Guedes disse...

Adoro ver elefantes nas nuvens.
Hauhashauhsuas

Que belo texto, minha querida. Já estou seguindo o seu blog e fico agradecisa por ter visitado o meu.

http://devaneios-meeus.blogspot.com/