ESSÊNCIA

O
O

No espelho embaçado de paixão
Tudo era pleno e perfeito
quando o calor mais intenso abrandou
escorreu líquida a urgência
restou todo nitidez o amor
refletindo maior essência
ainda que expostos rugas e defeitos
O
O

8 comentários:

O Profeta disse...

Sabia apenas que era um pequenino naquela longa noite
No celeste um luminoso sorriso me chamava
Lançou-me aos olhos raios de deslumbrante luz
Era a minha prenda, uma brilhante…Estrela Alva…



Um Mágico Natal para ti querida amiga que ao longo deste ano me visitaste. Que a Estrela Alva te ilumine neste Natal.






Mágico beijo

Pavitra disse...


lembrei isso, vou deixar aqui pra vc, tá?

átimo

e haverá um hiato
na minha existência
onde me terás
exausta
e suspensa
na plenitude breve
do êxtase


beijos

J.R. Lima disse...

realistamente lindo, isto!

a paixão "cega", abre caminho pro amor que vê e ama o que vê.

Ricardo Soares disse...

Enquanto eu dormia
A chuva caía
Os barrancos despencavam
E as luzes dos morros indicavam
Que nessa estranha geografia
Dormir é morrer aos pouquinhos

Enquanto eu dormia
Um tempo arrevesado se extraiu
Do tempo de sono que perdi
E esse tempo inexato desbarrancava
Dentro do conceito de tempo que eu reinventava

Ricardo Soares

Simone Gois :) CotidiAmo disse...

Obrigada Profeta.
Felicidades e muitos versos pra ti.
beijos

Simone Gois :) CotidiAmo disse...

Lindo demais Pav, breve, sonoro e lindo. Brigada, pelo carinho.
beijos

Simone Gois :) CotidiAmo disse...

Eita J !!! disse tudo em uma linha e meia! bacana.
beijos

Simone Gois :) CotidiAmo disse...

Nossa Ricardo, lindo seu poema
eu às vezes também quero reinventar um conceito de tempo.
beijos