PLANTANDO VERSOS (meu ócio criativo)

O
O
o
Planto hoje um verso, rego o destino. Crendo no futuro, preencho abismos. Germino no seco, converto o ócio em instrumentos, versos e questionamentos que vão além das teias, nas correntes climáticas da alma, errática. No mínimo ao vento lançados reciclam-se enigmáticos.
o
o

7 comentários:

Cosmunicando disse...

o ócio é a sementeira da criatividade... adorei isso de convertê-lo em instrumentos =)
beijos

Ze urbano disse...

Oi Simone, obrigado pelas visitas. Algumas poesias viraram música sim. se quiseres escutar vai em www.palcomp3.com.br/zeurbano ou em http://clubecaiubi.ning.com/profile/fernandoluis
Valeu, um abraço. Continua plantando verso!!!!!!

Alex Alves disse...

Sou um dos defensores de certos períodos de ócio como uma verdadeira necessidade do ser humano. Bem aproveitado, ele leva as pessoas a produzirem coisas maravilhosas, como essa sua poesia.
Um beijo grande!

Vâmvú disse...

Ótima poesia. Muito bom teus versos... ainda vou viajar mais por tuas escritas...
Obrigado pela visita e pelo coment em meu espaço.
Vou te adicionar a minha lista.
Bjs

CeciLia disse...

Simone, parceira no amor à Palavra. Gostei de vir aqui, tua escrita é clara, é boa, é simples.
Abraço,

Emanuel Azevedo disse...

EXCELENTE... O TEXTO ESTÁ LINDO.
UM ABRAÇO DE ANGRA DO HEROÍSMO.

Fernando Rozano disse...

Simone, querida, nem sei o que dizer ao teu comentário em meu espaço...fico sempre feliz e honrado com tua presença, sensível e levando vida. que bom poder estar aqui, te ler e dizer o quanto crescemos através da escrita e o quanto é importante o que escreves. obrigado. beijos.